quinta-feira, 14 de maio de 2009

Eu queria desesperadamente que meu telefone tocasse ou receber um e-mail ou uma SMS ou uma pedra na minha janela. Eu queria amanhecer em paz.

Valsinha Vinicius de Moraes - Chico Buarque/1970

Um dia ele chegou tão diferente do seu jeito de sempre chegar
Olhou-a dum jeito muito mais quente do que sempre costumava olhar
E não maldisse a vida tanto quanto era seu jeito de sempre falar
E nem deixou-a só num canto, pra seu grande espanto convidou-a pra rodar
.
Então ela se fez bonita como há muito tempo não queria ousar
Com seu vestido decotado cheirando a guardado de tanto esperar
Depois os dois deram-se os braços como há muito tempo não se usava dar
E cheios de ternura e graça foram para a praça e começaram a se abraçar
.
E ali dançaram tanta dança que a vizinhança toda despertou
E foi tanta felicidade que toda a cidade enfim se iluminou
E foram tantos beijos loucos
Tantos gritos roucos como não se ouvia mais
Que o mundo compreendeu
E o dia amanheceu
Em paz

.
É clichê cantar Chico nessa casa. Mas eu queria tanto. Tanto.
Queria mesmo era que fosse comigo.
Hoje mesmo compro um som pro meu carro.
.
.
.
Vocês trazem alegria para esta casa.

3 comentários:

Denise disse...

Plante paz.......semeie paz........imagine paz.........sinta-se rodeada de amor e bem querer.

Ela estando em você tudo que estiver na mesma sintonia vira pra perto.

te desejo luz e paz

afagos

Denise

ADOREI a visita

Laís Romero disse...

Pois amanheça!

Ana Patrícia disse...

Lindo!