segunda-feira, 22 de junho de 2009

Multicor

Perdeu o brinco, a paciência e o medo. Depois disso não tinha o que perder. Portanto não o fez. Nem perdeu nem tentou. Já não dormia, nem deitava. Passava horas esperando um vento novo, mas a janela fechada mantinha a barreira entre o canto do vento lá fora e ela sentada num canto qualquer. Era ridículo e triste vê-la esmolando amor. Sempre tivera tanto que distribuiu sem pena. Atirava amor pra todos os lados. Acabou ferida por um caco de amor em ricochete. Não morreu. Era um amorzinho pequeno. Miúdo e afiado. Deixou uma cicatriz entre os seios. Era como se tivesse um bloco de gelo em baixo daquela linha branca. Não tinha fotos nem esperança. Não sabia desamar e não havia espaço para outro amor.
Vocês trazem alegria para esta casa.

5 comentários:

Gil. disse...

lindo.
me fez suspirar...

D disse...

SIM!!!
que bom, peguei o link pelo teu nick e agora posso te acompanhar também! :)
bjs no coração!

sam_drade disse...

beegadooo... vou te linkar tbm.DDD

lexandre disse...

Wow.

Gil. disse...

sim.
=)